No

cias

Notícias

Seis feiras internacionais com inscrições abertas
Publicado em: 15/04/2019

Imagem da notícia

Veja como participar de grandes eventos que reúnem importantes players do mercado, uma oportunidade de mostrar seu trabalho a quem pode lhe dar um bom empurrão

De São Paulo

Foto de Valentin Desjardins (promoção do Midem)

Feiras de música são uma excelente oportunidade para mostrar seu trabalho aos principais players do mercado. Fato. O que não quer dizer que é fácil estar presente em muitas delas. Além de precisar passar por uma curadoria para ter seu projeto admitido — e, assim, apresentar-se em showcases e sessões de pitching (venda) de projetos musicais —, há os custos envolvidos no deslocamento, na alimentação, na hospedagem...

“O mercado brasileiro é enorme, autossuficiente, é sedutor ficar por aqui mesmo. Mas, se a ideia for partir para fora, as delícias são maiores do que as dores. Vai valer a pena investir”, aconselha Thiago Endrigo, empresário da banda potiguar Far From Alaska, que ganhou, em 2016, o prêmio We Are The Future durante o Midem, a maior feira de música do mundo, que acontece todo verão no balneário francês de Cannes. Depois do reconhecimento por lá, as portas do mercado europeu se abriram, com apresentações por diferentes países, “apadrinhamento” de banda francesa (o Dot Legacy), que os ajudou a organizar turnê pela França, e uma importante subida das execuções (e dos ganhos) nos serviços de streaming internacionais.

Participar do Midem (com inscrições abertas) ou de outras das grandes do gênero no mundo, como o South By Southwest, que terminou há alguns dias em Austin, no estado americano do Texas, de fato dá um nível de projeção inigualável. De olho na troca proporcionada por esse tipo de evento — muitas vezes, misturando diferentes áreas de conhecimento e negócios, como música, audiovisual, tecnologia e inovação — feiras brasileiras similares proliferam, como a Semana Internacional de Música (SIM) de São Paulo e o Rio2C, que começa na semana que vem, no Rio de Janeiro (com cobertura no nosso site).

Reunimos aqui seis feiras internacionais com inscrições abertas e links com informações importantes sobre como mandar material e participar dos processos seletivos. Boa sorte (e, esperamos, boa viagem)!

  • Midem — De 4 a 7 de junho, em Cannes, é focada exclusivamente em música. Reúne importantes players, de altos executivos de gravadoras e serviços de streaming a artistas de renome, pensadores do mercado musical e criadores de projetos inovadores para trocar experiências, debater e fechar negócios. As inscrições para participar de um projeto tipo songcamp chamado Artist Accelerator acontecem sempre nos meses de novembro, e, para a próxima edição, os 11 artistas que se apresentarão já foram escolhidos e anunciados. Mas é possível participar das oficinas, debates e outros eventos nos quais os medalhões estarão presentes, o que também deriva em boa possibilidade de se fazer conhecer. Selos, startups e artistas com projetos inovadores têm descontos. Conheça os preços em https://www.midem.com/visit/.
  • Classical: Next – Focada exclusivamente em música clássica e de concerto, terá sua próxima edição de 15 a 18 de maio, em Roterdã, nos Países Baixos, mas ainda dá tempo de participar! A programação dos showcases já está fechada, mas há uma série de palcos alternativos fora da programação oficial na qual também é possível mostrar seu trabalho (seja você compositor ou intérprete). De igual maneira, haverá uma sessão de apresentações de novos projetos e a possibilidade de comprar espaços promocionais e realizar ações de marketing. Saiba mais em http://www.classicalnext.com/promote.
  • Womex – A feira alemã farã sua edição de 2019 em Tempere, na Finlândia, de 23 a 27 de outubro. É possível participar os showcases, apresentando-se em palcos alternativos para as milhares de pessoas que passarão por lá, montar um estande ou até mesmo organizar um evento ou ação de marketing e fazer diferença. Neste link há um contato de e-mail com os curadores dessas ações e orientações sobre como submeter uma proposta: https://www.womex.com/promotion.
  • NAMM Musikmesse Russia – Organizada pela entidade oficial das feiras de Frankfurt, já teve sete edições em Moscou. Com 12 mil visitantes, 230 expositores e milhares de euros em negócios fechados, é uma das maiores da Rússia. A próxima edição será de 12 a 14 de setembro, e é possível participar dos espaços expositivos, onde DJs, bandas e intérpretes solo se apresentam. Também há oficinas e palestras, exposição de instrumentos e novidades tecnológicas da área musical e sessões de negócios. Veja como participar em https://namm-musikmesse-russia.ru.messefrankfurt.com/moscow/en.html.
  • Cremona Musica International Exhibitions – Realizada desde 1988 em Cremona, perto de Milão, na Itália, é uma feira diferente das demais. Seu foco é na exibição de novidades em instrumentos musicais de alta gama, como pianos, violinos e instrumentos sopros. Músicos podem participar tocando esses instrumentos nos estandes e, assim, mostrando seu talento a grandes compradores internacionais. Segundo a organização do evento, passam por lá inúmeros maestros, programadores de concertos e outros players do mercado. Saiba mais sobre a feira neste link e veja como tentar participar: http://www.cremonamusica.com/en/how-to-exhibit/.
  • Music China – Maior feira de música do gigante asiático, é dedicada principalmente à apresentação de instrumentos. Como a Cremona Musica italiana, também tem oportunidades para intérpretes. Uma possível porta para mostrar-se no suculento mercado asiático. A próxima edição será de 10 a 13 de outubro, em Xangai. Veja mais sobre o evento e sobre como participar em http://www.musicchina-expo.com/en/index.html.

LEIA MAIS: Os principais festivais de música nacionais de 2019


 

 



Voltar