No

cias

Notícias

Instagram e Facebook lançam mais funcionalidades musicais
Publicado em: 26/06/2019

Imagem da notícia

Já é possível incluir trechos de canções com suas respectivas letras e informações sobre intérpretes e autores; obras são oriundas de um banco de dados, e um usuário não poderá fazer uploads de novas músicas ali

De São Paulo

Em mais um passo em sua crescente estratégia por uma maior presença no mundo da música, o Facebook e o Instagram (que pertence ao primeiro) lançaram nesta terça-feira (25) uma série de novas funcionalidades que permitirão a perfis de artistas musicais — e pessoas comuns — utilizar canções de forma mais fácil em suas publicações.

Como na ferramenta Stories, do Instagram, as publicações com músicas ficarão disponíveis por 24 horas e poderão conter trechos das obras. Um ponto negativo é que as canções não podem ser subidas pelos usuários, devendo ser selecionadas a partir de um banco de músicas criado por essas redes sociais, com “milhares de canções brasileiras e estrangeiras”, como eles descrevem.

Como contou à UBC Álvaro de Torres, gerente de edição musical na América Latina, "seria muito difícil chegar de forma individualizada a cada detentor de direito autoral, mas existem muitíssimas opções a todos os criadores que desejarem oferecer suas criações musicais mediante os serviços musicais do Facebook (e do Instagram), através de organizações que licenciam obras musicais." Em outras palavras, a inclusão de uma canção no banco de músicas das redes sociais só se dá através de gravadoras, selos e editoras com os quais a empresa fechou contratos de licenciamento

VEJA MAIS: O vídeo oficial do Instagram que mostra a inclusão de uma canção numa publicação

Um dos objetivos dessas redes sociais é mobilizar ainda mais os fãs de artistas, ajudando a movimentar seus perfis por ali e potencializando o engajamento. Durante uma apresentação das funcionalidades, semana passada em São Paulo, na qual a UBC esteve presente, agentes de promoção digital de estrelas globais como Lady Gaga, Justin Bieber, Miley Cyrus e Ariana Grande falaram sobre suas estratégias para mobilizar os fãs-clubes — um dos principais meios de manter seus artistas entre os tópicos mais discutidos e no topo dos perfis com mais seguidores.

"O objetivo global e fundamental do Facebook é sempre oferecer às pessoas a possibilidade de construir comunidades e aproximá-las. A incorporação da música nas nossas redes está dirigida a cumprir esta missão. A música é uma das formas de expressão mais potentes. Agora, os usuários do Facebook e do Instagram no Brasil poderão utilizar as canções para agregar música a seus vídeos, interagir com amigos e compartilhar conteúdos. Os melhores momentos da nossa vida estão acompanhados de canções particulares", afirma Álvaro de Torre. 

Além do trecho da música, podem ser adicionadas informações referentes aos intérpretes e compositores e também a letra da música, graças a uma parceria do Instagram/Facebook com a plataforma MusicxMatch.

E uma informação importante: a publicação de músicas só poderá se dar em perfis de criadores de conteúdo e público em geral, e não em perfis empresariais. Se você, como artista, mantém atualmente um perfil empresarial tanto no Facebook como no Instagram, precisará fazer uma troca para perfil de criador. O objetivo é evitar que as músicas sejam usadas em campanhas de promoção. Isso porque as licenças que o Instagram e o Facebook fecharam com gravadoras, editoras, sociedades de gestão coletiva globais e locais não cobrem o uso comercial das canções.


 

 



Voltar