No

cias

Notícias

Milton Nascimento é o ganhador do Prêmio UBC 2019
Publicado em: 05/09/2019

Criador de um estilo único, o autor ou coautor de mais de 400 canções em quase seis décadas de ininterrupta produção é homenageado no mês do compositor brasileiro, em outubro

Do Rio

Fotos de João Couto

Observar Milton Nascimento cantar, relacionar-se com os amigos ou criar é entender a relatividade do tempo. Prestes a completar 77 anos, no próximo dia 26 de outubro, seu espírito de menino mineiro (nascido no Rio) conectado à terra, à natureza, à espiritualidade e à ancestralidade não só permanece intacto; parece renovar-se. Criador de um estilo inimitável de cantar, de falar de dores e prazeres da alma humana com ternura e classe, esse artista revelado ao mundo todo há 52 anos, na esteira do hit “Travessia” (parceria com Fernando Brant), recebe uma homenagem no mês do compositor brasileiro, o mesmo em que nasceu.

Milton é o ganhador da edição 2019 do Prêmio UBC, que será entregue numa festa na Casa UBC, no Centro histórico do Rio de Janeiro, em 15 de outubro.

Compositor de mais de 400 canções registradas na UBC, criações solitárias ou em parcerias inesquecíveis com nomes como o próprio Brant, Lô Borges, Alaíde Costa, Olívia Hime, Chico Buarque, Wagner Tiso, Maria Rita, Caetano Veloso, Ana Cristina, Marcos Valle e tantíssimos outros, Milton é plural, prolífico. Alguns de seus sucessos, como “Maria, Maria” e a própria “Travessia”, contam com 156 e 122 gravações diferentes, respectivamente. Astros internacionais como Paul Simon, Herbie Hancock ou Quincy Jones já gravaram ou cantaram com Milton.

Além disso, músicas dele já foram sincronizadas em muitas dezenas de produtos audiovisuais: só entre novelas, séries e outros programas de TV foram quase 90, de acordo com um relatório da UBC. Há 27 anos na nossa associação — e por elevar, em quase seis décadas de ininterrupta produção, a qualidade da música brasileira —, ele se junta a um time de homenageados que, desde a retomada do prêmio, em 2017, teve Gilberto Gil e Erasmo Carlos.

“Eu tenho uma felicidade enorme em fazer parte da UBC, tem muita história envolvida ali, né? Das coisas mais recentes, aquela que mais me emociona é a presença do Fernando Brant. Muito do que sabemos hoje sobre nossos direitos nós aprendemos através do trabalho dele. E eu não posso falar sobre a minha relação com a UBC sem antes citar o nome do meu parceiro Fernando Brant. Fica aqui a minha homenagem pela sua atuação, pelo seu esforço e pela sua coragem”, ele diz, fazendo um generoso tributo ao ex-presidente da nossa associação, morto precocemente em 2015. 

“Além disso, faço questão de repetir aquilo que eu sempre digo quando me perguntam sobre a UBC: eu me sinto imensamente honrado em fazer parte de uma entidade por onde passaram os maiores da nossa música, referências na minha vida, como Luiz Gonzaga, Radámes Gnatalli, Mario Lago, Ary Barroso e Dorival Caymmi. É por isso que, quando soube que seria o homenageado do Prêmio UBC 2019, fiquei tão emocionado que nem tive como reagir diante de tamanha responsabilidade. A única coisa que posso expressar agora é o sentimento de muita gratidão pelo carinho recebido. UBC, muito obrigado!”, completa o eterno menino que estará no centro de uma celebração com diferentes atrações, cujos detalhes você conhecerá nas próximas semanas, aqui pelo site e através de todos os nossos canais digitais.

LEIA MAIS: Relembre a reportagem de capa da edição 15 da Revista UBC, sobre Milton Nascimento 

VEJA MAIS: Os melhores momentos da festa de 2018 para Erasmo Carlos


 

 



Voltar