No

cias

Notícias

Coronavírus: 14 passos para fazer uma ótima 'live' durante o confinamento
Publicado em: 23/03/2020

Imagem da notícia

Confira dicas para se destacar em meio ao mar de artistas que vêm fazendo apresentações online pelas redes sociais 

Do Rio*

Um montão de artistas vem fazendo transmissões de seus shows nestes tempos de confinamento. Parece simples, mas, para realizar um evento bacana não basta ligar a câmera e mandar bem na música. Nós reunimos uma série de dicas para que sua live tenha uma cara profissional e você, quem sabe?, consiga monetizar com ela. 

Aliás, fique ligado: ainda esta semana, reuniremos aqui no site várias informações mais do que úteis para transformar esse momento complicado em algum tipo de ganho financeiro. Afinal, como descreveu o cantor e compositor Felipe Cordeiro, semana passada, “as contas não estão em quarentena”.

  1. Planeje a live session. É preciso promovê-la junto aos fãs e cuidar de alguns aspectos técnicos básicos. Programe bem a sua transmissão, de preferência com tempo bastante para a promoção e o engajamento: mínimo três dias, ideal uma semana antes da performance.

  2. Use stickers de contagem regressiva na promoção da data e horário. Estão disponíveis no Instagram e em outras redes sociais usadas para a transmissão. Publique-os nos stories e no feed.

  3. Peça a opinião do público sobre o repertório, na linha “que canção você quer ouvir nessa live?”

  4. Combine a reprodução automática no canal de parceiros como casas de shows, DJs, selos, sites de música, apoiadores e mesmo fãs e outros artistas

  5. Inclua um botão nas redes sociais para o engajamento: pode ser um cadastro de e-mail para alerta do dia da live ou um botão para levar à colaboração espontânea em sites de doação, por exemplo. Catarse e plataformas semelhantes têm sido usadas por artistas para criar campanhas de arrecadação de doações.

  6. Elabore um breve roteiro. Isso pode ajudá-lo a não se perder durante o evento e dar mais segurança ao gravar. 

  7. Defina as melhores datas e horários para a transmissão, de acordo com os hábitos e preferências da audiência. 

  8. Dê atenção ao cenário da sua live. Escolha um ambiente tranquilo e agradável e monte um cenário que faça sentido para o seu vídeo. Só tome cuidado para que o plano de fundo não rivalize com o seu conteúdo.

  9. Tente montar sua live com apenas um instrumento. O microfone de captação dos celulares e, muitas vezes, a conexão de internet não estão nas melhores condições. Então, para os espectadores escutarem com clareza o som, é ideal que o arranjo e a instrumentação sejam os mais simples possíveis, a fim de não criar uma confusão de sons. Se tiver um microfone que possa ser acoplado ao celular, ótimo! 

  10. Não faça a performance em banheiros, cozinhas ou qualquer ambiente que tenha muita reflexão de som. Ou seja, quarto, sala e escritório, onde normalmente há tapetes, sofás e cama, são os ambientes onde o som ficará mais limpo e seco.

  11. Explore a luz da própria tela do computador (com a claridade no máximo), se a live for intimista. Se você for gravar em um lugar longe do computador, pegue um abajur ou luminária e o direcione para você mesmo. É importante a luz que incide em você ser mais forte ou com uma intensidade bem parecida à luz do cômodo em que estiver gravando. Assim, você consegue se destacar do resto do ambiente e ajuda a câmera do celular a identificar a melhor exposição de luz. Procure por locais bem iluminados para evitar imagens borradas ou escuras. 

  12. Instagram pede vídeos com o artista em casa, somente com o instrumento, no estilo voz e violão, mais intimista. Com a opção “melhores amigos”, a transmissão pode ser fechada e, assim, o artista pode abri-la a quem colaborar financeiramente depositando algo na conta dele, por exemplo.

  13. YouTube pede a criação de um canal e uma transmissão mais caprichada. A plataforma exige um mínimo de 1000 inscritos no canal para poder fazer uma live. É possível monetizar a partir da publicidade veiculada. Quem tem o recurso de monetização ativado na plataforma pode inserir anúncios durante a transmissão. Dessa maneira, sempre que um usuário clicar no anúncio, você ganhará uma pequena quantia. Outra opção para monetizar na plataforma é usar o Super Chat do YouTube, recurso que permite aos fãs pagarem determinadas quantias para destacarem suas mensagens dentro da live.

  14. Publicação cruzada: é possível utilizar aplicativos para que a live seja transmitida simultaneamente em diversas plataformas. Existem alguns softwares que fazem isso. Com eles, você pode ainda utilizar câmeras semiprofissionais ou profissionais ligadas no computador, assim como usar interfaces de áudio para ligar microfones profissionais ao seu seu computador e atingir uma qualidade melhor de áudio e vídeo. Três dos softwares mais usados para isso (todos gratuitos) são OBS Studio, Streamlabs OBS e Lightstream. 

*Com informações de Alberto Aguinaga, diretor de Redes e Conteúdo da MangoLab, e dicas da Netshow.me, Hotmart e do Facebook


 

 



Voltar