No

cias

Notícias

Audiovisual: Distribuição de cinema passa a ser trimestral
Publicado em: 19/05/2020

Imagem da notícia

Mudança visa beneficiar autores, intérpretes e demais participantes que recebem os direitos autorais da trilha sonora das produções cinematográficas

Do Rio

O Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) - composto pelas associações Abramus, Amar, Assim, Sbacem, Sicam, Socinpro e UBC - alterou a periodicidade da distribuição do segmento de Cinema, que deixa de ser semestral para ser trimestral. A proposta foi feita pela equipe da UBC com o objetivo de diminuir a quantidade de créditos retidos dos autores, uma vez que, com o novo calendário, haverá uma organização melhor entre as etapas de exibição e distribuição, possibilitando um tempo maior para os cadastros dos cue-sheets.

 Veja mais: O calendário de distribuição completo

 A partir de agora, os titulares de direitos autorais em execução pública passam a receber nos meses de março, junho, setembro e dezembro por suas músicas tocadas nos filmes. O primeiro repasse com esse novo cronograma será realizado em junho e vai remunerar as obras audiovisuais captadas entre outubro e dezembro do ano passado. 

 O calendário de distribuição de direitos autorais do Ecad é, hoje, um dos mais rápidos do mundo, junto com a PRS for Music, associação de direitos autorais do Reino Unido. Além disso, na distribuição de Cinema,  diferente de muitos países em que apenas os direitos de autor são considerados, a gestão coletiva de música brasileira também se destaca por incluir os direitos conexos das obras audiovisuais, destinados aos que participaram de um fonograma, como os intérpretes, músicos e produtores fonográficos.

 Leia mais: O comunicado do Ecad na íntegra


 

 



Voltar