No

cias

Notícias

Djavan é o grande homenageado no Prêmio UBC 2021
Publicado em 23/08/2021

Imagem da notícia

A quinta edição do evento conta com transmissão online, cenário “solar” e shows exclusivos

Do Rio

Há mais de 32 anos no quadro da UBC e ultrapassando 300 músicas registradas, a premiação de 2021 celebra a carreira de um dos compositores mais relevantes e atemporais da música brasileira. Devido à pandemia, a edição será online, mas promete a participação de artistas de diversos segmentos e um cenário à altura. Com transmissão no canal do Youtube da UBC, o evento acontece no dia sete de outubro.

Ao mesclar pop, jazz, MPB e instrumentos africanos, Djavan fez da versatilidade a sua marca. Com canções na mente e coração de todas as gerações, o autor alagoano está no topo do ranking dos maiores rendimentos no segmento de Música ao Vivo (bares, restaurantes, hotéis e clubes).

“Djavan é um artista capaz de transitar por vários estilos musicais e jamais deixar de ser o maravilhoso Djavan, que, com sua magia, conquista a todos, como compositor e como intérprete”, conta o diretor presidente da UBC, Paulo Sérgio Valle.

O resultado das canções ecléticas do artista — que aprendeu a tocar violão sozinho — são, em grande maioria, músicas sobre a beleza e a vibração da natureza, do amanhecer ao pôr do sol. Como compositor, já ganhou duas vezes o Grammy Latino de Melhor Canção em Língua Portuguesa, com as músicas “Acelerou” e “Vidas Pra Contar”.

Além de colecionar fãs no Brasil e no mundo, o artista também tem o respeito do mercado musical. O compositor, diretor da UBC e homenageado no Prêmio de 2018, Erasmo Carlos, conta que é um grande admirador do Djavan:

“Quem foi que disse que um artista não é fã do outro? (risos) Eu sou (fã) do Djavan! Sua poesia única, cheia de nuances pessoais e improvisos geniais, me fazem refletir sobre a beleza do belo e a natureza do amor de um jeito que eu pareço sair de mim e me esbaldar no imaginário das coisas boas e no encantamento prazeroso da vida. O suingue do meu amigo faz dançar até os mortais mais preguiçosos do universo.”

Depois de homenagear Gilberto Gil, Erasmo Carlos, Milton Nascimento e Herbert Vianna, em 2017, 2018, 2019 e 2020, respectivamente, o Prêmio deste ano será exibido virtualmente, mas com apresentações gravadas diretamente da “Casa UBC”, na sede localizada no Rio de Janeiro. Sem perder a essência da celebração e comemorando Djavan e os grandes sucessos de sua carreira, a homenagem conta com shows de artistas ainda não revelados e um cenário “solar”.

Inspirado nas letras do artista, especialmente em “Lilás”, o diretor de criação do Prêmio UBC 2021, Ricardo Leite, conta que, apesar de desafiadora, a construção do projeto foi prazerosa:

"Djavan transita entre estilos variados. Nosso desafio foi dar forma visual à sua poesia e à sua arte. Ele mesmo nos deu o caminho, com tons e cores que fazem parte das suas lindas canções que iluminam o nosso dia-a-dia."

A diretora de arte e cenógrafa Susana Lacevitz, revela detalhes sobre a ambientação do Prêmio:

“Dentro da ‘Casa UBC’ é como se estivéssemos sempre vendo a linha do horizonte. Ela vai se transformando com a luz e, no decorrer do show, vamos ter elementos como o nascer do sol, o pôr do sol e o anoitecer. Tudo é gerado em cima da iluminação da linha do horizonte”, conta Susana.

Com um homenageado de peso, repleto de grandes estrelas e cuidadosa cenografia, não há dúvidas de que o Prêmio UBC 2021 será uma calorosa festa. Para mais atualizações sobre a celebração, acompanhe as redes sociais da UBC.

 

LEIA MAIS: Herbert Vianna é o ganhador do Prêmio UBC 2020

LEIA MAIS: Milton Nascimento é o ganhador do Prêmio UBC 2019


 

 



Voltar