No

cias

Notícias

Em série de vídeos, funcionários da UBC (e um E.T.) esclarecem dúvidas
Publicado em: 04/07/2018

Imagem da notícia

Perguntas mais frequentes dos associados inspiram quatro peças audiovisuais ao mesmo tempo educativas e engraçadas, que já estão no ar na nossa página no YouTube

Do Rio

Qual a diferença entre obra e fonograma? Como cadastrar cada um deles? É preciso registrar uma criação? E a edição musical, o que é? Quantos tipos de direitos incidem sobre uma canção? Como a UBC distribui os direitos autorais arrecadados?

No mundo da música — e, especialmente, para transformá-la em rendimentos monetários —, há uma série de perguntas básicas. A partir de agora, a resposta a todas elas está concentrada num só lugar: o perfil da UBC no YouTube

Numa série de quatro vídeos gravada nas dependências da moderna sede nacional da nossa associação, no Rio de Janeiro, os próprios funcionários explicam, com linguagem direta e humor, os principais termos, conceitos e ações envolvidos na arrecadação e na distribuição de direitos autorais. Desde o princípio, com a definição do que é obra (a criação imaterial de uma música) e fonograma (a gravação ou registro dessa criação).

“É importante ensinar aos criadores sobre a administração dos seus direitos. Vivemos na era da autogestão. Então, entender mais sobre o negócio é primordial para viver de música”, diz Elisa Eisenlohr, gerente de Comunicação da UBC e responsável pela concepção do material educativo. “Com esses vídeos, o que queremos é sanar algumas dúvidas e confusões que chegam até nós diariamente.”

Elisa é a “mestre de cerimônias” de uma das aulinhas. Outros são Tatiana Fortes e Thiago Vall (Administração), Ariel Carvalho e Otto Oliveira (Atendimento) e Francisco Ribeiro (A&R). Ainda participam, no papel de associados em dúvida, Jessica Paola, Miguel Toscano (A&R) e Peter Strauss (Internacional). José Alsanne, da Comunicação, dá vida a um hilário E.T., um personagem que, reza a lenda, habita os corredores da sede nacional. Uma história tão verdadeira quanto dizer que 'todo o dinheiro distribuído é por amostagem', segundo um dos vídeos da série. Os funcionários participaram da ação de forma voluntária. 

Assista aos vídeos e use o espaço de comentários — ou as nossas redes outras redes sociais, como FacebookInstagram e Twitter, ou ainda nossos canais de atendimento tradicionais — para tirar suas dúvidas. Teremos prazer em saná-las. 


 


 

 



Voltar