No

cias

Notícias

Estudo sobre distorções da era do streaming agora em Português
Publicado em: 18/02/2016

Imagem da notícia

Elaborado pelo Conselho Internacional de Autores de Música (Ciam), e apresentado orginalmente em outubro de 2014 nos Estados Unidos, o “Estudo sobre compensação justa para
criadores de música na era digital”, a cargo do economista e catedrático Pierre-É. Lalonde, acaba de ganhar tradução para o português por iniciativa da UBC.

No trabalho, tema da reportagem de capa da Revista UBC 25 (agosto de 2015), Lalonde demonstra com farta numeração que grandes gravadoras recebem até 97% das receitas que fluem de streaming para todos os titulares de direitos musicais, deixando apenas 3% para serem divididos entre compositores, editores de música, outros titulares e administradores.

Mais: Lalonde foi um dos primeiros a denunciar o valor de pouco mais de US$ 0,001 por taxa de transmissão pago por serviços como Spotify a intérpretes, com cifras ainda menores para compositores. O estudo completo pode ser lido em português em www.fairtrademusic.info, página oficial da iniciativa Fair Trade Music, criada no âmbito do Ciam para promover
relações mais justas no mercado musical. Dois diretores da UBC, Geraldo Vianna e Ronaldo Bastos, integram o conselho internacional.

Leia o estudo completo no site do Fair Trade Music http://www.fairtrademusic.info/download_study/.

 

 

 


 

 



Voltar