No

cias

Notícias

Festivais de Música: prepare sua banda e caia na estrada
Publicado em: 31/08/2016

Imagem da notícia

Conheça os 10 principais eventos independentes do país e seus curadores. Quem sabe você não consegue brilhar num desses palcos?

Por Fabiane Pereira, do Rio

Num cenário de incertezas no mercado, mas de produção inegavelmente crescente, os festivais independentes se fortalecem como palco de lançamento de tendências e novos artistas. Além de contribuir para a sustentabilidade e o crescimento do setor, promovem intercâmbio estético entre criadores das diferentes regiões brasileiras, formando um circuito sólido, viável e diversificado. Alguns festivais já superaram duas décadas de atividades, como o Abril Pro Rock, em Recife/Olinda, e o Goiânia Noise, na capital goiana. A melhor tática para conseguir uma chance de se apresentar neles é fazer um bom trabalho durante o ano e promover a circulação das suas músicas, mas a UBC dá uma ajudinha, apresentando os 10 principais eventos do gênero e seus curadores, responsáveis pela palavra final nos line-ups. Em alguns casos, no próprio site do evento há um passo a passo para mandar seu material. Confira:

Abril Pro Rock (PE)

Em 2017, o festival chega a sua 24ª edição, celebrando seus 25 anos. O Abril Pro Rock é um dos festivais independentes mais importantes do país por reunir jovens artistas e bandas novas ao lado de clássicos e expoentes da nossa arte. Realizado sempre no mês de abril - daí o nome -, o festival tem curadoria de Paulo André e Guilherme Moura. Nos últimos anos, além dos dois dias de shows, o festival apresentou uma ampla programação paralela e, no ano que vem, não será diferente.

Mais informações em: www.abrilprorock.com.br
 

Goiânia Noise Festival (GO)

A 22ª edição do festival acabou de rolar (entre os dias 1º e 7 de agosto). O mais longevo e representativo evento cultural de Goiás também promove, todos os anos, painéis de debates sobre a cena independente nos dias atuais. São sete dias de evento, três deles com mais de 50 atrações musicais - sem contar os vários DJ's que sempre participam do evento. A curadoria e a realização é da clássica produtora local Monstro Disco.

Mais informações em: www.goianianoisefestival.com.br
 

Mada (RN)

O MADA – Música Alimento da Alma - é um dos festivais mais importantes da música de vanguarda e da cena indie brasileira. Está em atividade desde 1998 e acontece em Natal. Pioneiro no estado e uma das referências no país por apresentar bandas e artistas emergentes da cena independente, ao lado de veteranos do mercado da música. Um dos grandes feitos do MADA foi abrir caminho para integrar a música ao audiovisual com a criação do Festival Curta Natal. Com a curadoria do produtor Jomardo Jomas Azevedo, o MADA comemora, em 2016, 18 anos de atividades na cena cultural potiguar e vai celebrar a marca com um line-up de altíssimo nível.

Mais informações em: www.festivalmadabrasil.com.br


Rec Beat (PE)

É um dos mais prestigiados festivais independentes do país. São 21 anos celebrando a música e acumulando grandes histórias, seja nos shows memoráveis, nos grandes encontros no palco, no backstage ou na plateia calorosa. Sua marca é a presença do inusitado e do experimental, o encontro da tradição com as novas tendências, a irreverência de blocos e troças, a integração entre música, dança e circo. Não poucos especialistas coincidem que de lá o manguebeat saltou para voos nacionais. Inicialmente, a proposta era mostrar ao visitante folião de Recife a "nova" cena musical pernambucana, que na época ganhava destaque na mídia nacional com a projeção de Chico Science & Nação Zumbi e do Mundo Livre S/A. A curadoria (e idealização) é assinada pelo produtor cultural Antonio Gutierrez, mais conhecido como Gutie.

Mais informações em: www.recbeatfestival.com/2016
 

Coala Festival (SP)

Criado por um grupo de jovens engajados na ideia de fomentar a cultura brasileira, o Coala Festival terá neste ano a sua terceira edição, mais uma vez no Memorial da América Latina, em São Paulo. Os shows acontecem este fim de semana (3 de setembro), e uma das atrações principais é a cantora curitibana Karol Conká, grande voz do novo rap nacional. Outro grupo presente será o associado Baiana System, de Salvador - um autêntico fenômeno cultural. Um quilo de alimento ou um livro valem meia-entrada (em 2014 e 2015, anos das primeiras edições do festival, a média arrecadada em doações foi de 1,5 mil livros e duas toneladas de alimentos, todos convertidos para instituições de caridade). O engajamento social sempre foi uma bandeira do Coala, cuja curadoria é do jornalista e pesquisador musical Marcus Preto.

Mais informações em: www.facebook.com/coalafestival
 

Dia da Música (RJ e SP)

O festival Dia da Música é realizado atualmente em 700 cidades no mundo, e seu conceito é oriundo da Féte de La Musique, que acontece na França há mais de três décadas, promovendo música autoral de todos os gêneros e acessível ao público. A versão brasileira este ano promoveu sua segunda edição nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. As inscrições para 2017 já podem ser feitas pelo site www.diadamusica.com.br.
 

Festival de Inverno de Garanhuns (PE)

Em Pernambuco, a charmosa cidade de Garanhuns abriga um Festival de Inverno que costuma reunir cerca de 70 mil pessoas a cada edição. O festival de arte e cultura acontece sempre no mês de julho, quando as temperaturas caem, e em seu line-up há atrações nacionais e locais que representem as mais diversas linguagens artístico-culturais. Cada palco do festival, que é enorme, tem uma curadoria diferente, mas você pode encontrar os contatos no site:

www.confiramais.com.br/festival-de-inverno-garanhuns
 

MIMO Olinda (PE, RJ)

Com concertos gratuitos de música instrumental do Brasil e do mundo, o festival surgiu em Olinda, em 2004, e segue até hoje a sua proposta, com edições também no Rio de Janeiro e em Paraty (RJ). Pátios de igrejas, teatros e praças públicas são palcos para os músicos e já acolheram mais de 880 mil pessoas ao longo dos anos. A programação inclui ainda sessões de cinema ao ar livre e oficinas e palestras musicais. A curadoria é assinada pela produtora cultural e idealizadora do festival, Lu Araújo.

Mais informações em: www.mimo.art.br
 

SWU Music & Arts Festival (SP)

O SWU (acrônimo de Starts With You) é um festival de música e sustentabilidade realizado em Paulínia, interior de São Paulo. O evento é idealizado pelo publicitário Eduardo Fischer e reúne artistas de diversos gêneros e estilos em 3 dias de muita música e consciência. Além da programação musical, o evento terá fórum para discutir sustentabilidade e meio ambiente, mostras de artes, exibições de filmes, exposições e outras atividades paralelas. A curadoria artística é assinada por Eduardo Srur.

Mais informações em: www.swu.com.br/festival
 

Lollapalooza

Um dos mais conhecidos festivais de música do mundo, o Lollapalooza é uma mistura de gêneros musicais que vai desde o rock alternativo, passando por heavy metal, punk rock e indie, até chegar às múltiplas vertentes da música eletrônica. Surgiu em Chicago, em 1991, como um festival de rock, e percorreu os EUA até se fixar de novo na sua cidade de origem, em 2005. Depois de espalhou pelo mundo, e a edição verde-amarela rola desde 2011 em São Paulo, onde a curadoria é de Fernando Alterio

Mais informações em: www.lollapaloozabr.com

 

 



Voltar