No

cias

Notícias

Reality show, a nova 'parada de sucessos' musical
Publicado em: 22/02/2021

Participação de cada vez mais artistas do meio nesses programas e estouro de composições antigas cantadas por participantes mostram o poder do formato para o nosso mercado

Por Fabiane Pereira, do Rio

Jojo Todynho, vencedora da última edição de 'A Fazenda': nova dimensão na carreira

 

Os reality shows já fazem sucesso há mais de duas décadas no Brasil, mas desde 2020 ocorre uma consolidação do formato que vem beneficiando, de várias maneiras, o mercado musical. A inclusão de cantores, rappers, músicos e compositores nas edições do "Big Brother Brasil", da TV Globo, e de "A Fazenda", da Record TV, ajudou a lhes trazer uma visibilidade sem precedentes. E até mesmo participantes que não são do meio têm contribuído bombar canções de compositores consagrados simplesmente por cantá-las durante o "confinamento". 

De acordo com dados do site de apostas Betway, um terço do mundo produz ao menos um grande reality show televisivo por ano, o que representa aproximadamente 77 países. Com o crescimento e a disseminação das plataformas digitais, este formato de programa se multiplicou, gerando audiência, publicidade e repercussão cultural. Mesmo aqueles que não assistem ao BBB, por exemplo, sabem da repercussão dos acontecimentos dentro da casa e, querendo ou não, formam uma opinião.

A 20ª edição do reality, ano passado, já trouxe a cantora paulistana Manu Gavassi, que conquistou o público, terminou em terceiro lugar e viu sua exposição na mídia estourar. Mas a deste ano, favorecida pelas medidas restritivas causadas pela pandemia da Covid que impôs confinamento aos próprios telespectadores, foi além: virou um marco histórico para o programa em números comerciais e engajamento na internet.

O músico paraibano Chico César sabe bem disso. Ele é só gratidão à participante Juliette, advogada e maquiadora e uma das favoritas do público. Conterrânea dele, ela cantou "Deus Me Proteja" na casa, e a música liderou o Viral Hits do Brasil no Spotify, além de ter um aumento de 2.200% nas suas audições na Deezer. 

Com perfil independente e fora do mainstream, Chico César chegou a um milhão de ouvintes mensais na plataforma, um feito e tanto. E comemorou numa publicação no Twitter. 

O mais curioso é que, a exemplo do que ocorre no TikTok, onde músicas antigas tornadas virais nos vídeos das plataformas vêm ganhando nova vida, "Deus Me Proteja" foi composta por Chico e gravada com Dominguinhos em 2008, para o álbum "Francisco Forró y Frevo". "Hoje esta canção entrou na parada viral do Spotify, e eu quero agradecer a vocês cantando", disse o paraibano num vídeo publicado na sua conta no Instagram. 

A participante Juliette também já andou cantarolando pela casa a música “Triste, Louca ou Má”, da banda Francisco, El Hombre. E o quinteto, que circula na cena independente da música brasileira, também viu sua popularidade nas redes aumentar. Dois posts em que a banda reproduz este trecho do programa tiveram, somados, mais de 325 mil visualizações, o maior engajamento do perfil deles em todos os tempos no Instagram. 

Chico César: mais de um milhão de audições mensais no Spotify após ter música cantada no BBB. Crédito: José de Holanda

 

Com a impossibilidade de shows ao vivo, alcançar públicos em massa tornou-se ainda mais difícil. Por isso, artistas comemoram a visibilidade instantânea promovida por participantes de reality. Só nesta edição do BBB, Karol Conka, Fiuk, Pocah, Rodolffo (da dupla Israel e Rodolffo) e Projota integram o time de cantores e cantoras (Lucas Penteado, além de ator, também já se arriscou em alguns funks). Uma exposição que, além de aumentar a base de fãs de todos eles nas redes sociais, também traz inúmeras possibilidades de patrocínios de marcas, novas parcerias e outros horizontes musicais. 

Jojo Todynho já sabe o quanto a presença num reality pode ser transformadora. Na edição de "A Fazenda" de 2020, maior sucesso comercial da história da Record TV, ela, que foi a vencedora, saltou para uma nova dimensão na sua carreira. A relação óbvia entre sucesso comercial e realities ficou evidente, aliás, também na escolha de "A Fazenda" pelo TikTok para promover sua maior ação publicitária no país até hoje — focada, claro, na música.

"Foi uma chance sem comparação. Não modificou quem eu sou, mas me ajudou a mostrar quem é a verdadeira Jojo", disse a funkeira. "Aprendi a enfrentar o meu melhor e o meu pior de frente", afirmou em entrevista à UBC.

LEIA MAIS: Jojo Todynho na edição de fevereiro da Revista UBC

De fato, durante sua participação no programa, suas músicas ganharam novas audições, e muitas foram ressignificadas. Uma chuva de memes e vídeos virais, em redes como Instagram e TikTok, ajudou o grande público a conhecer as letras diretas e de grande potencial viral cantadas pela funkeira. Mas o inegável peso da exposição pessoal dela não se pode ignorar. Na era da imagem, muito além dos refrães fáceis, dos temas contemporâneos ou dos acordes que grudam na cabeça, o que fez o público se apaixonar por Jojo foi vê-la sendo "ela mesma", todos os dias, na telinha da TV.

LEIA MAIS: Uma entrevista sobre criação e carreira com Carlinhos Brown, jurado do reality 'The Voice'


 

 



Voltar