No

cias

Notícias

Oito dicas para otimizar a sua música de forma online
Publicado em 19/07/2021

Imagem da notícia

Confira como usar as redes sociais e plataformas digitais a favor do seu trabalho, segundo a associação australiana APRA AMCOS

Do Rio

Que a pandemia intensificou a necessidade de usar o mundo online como ferramenta de trabalho todo mundo já sabe. Mas você explora os atalhos disponíveis para otimizar o desempenho das suas músicas? A APRA AMCOS, Associação Australiana de Direitos de Execução e Sociedade Australiana de Proprietários de Direitos Autorais Mecânicos), com quem a UBC possui acordo de reciprocidade, compartilhou oito dicas para te auxiliar. 

1) Atualize sua biografia artística

Se descrever - ou permitir que alguém te descreva - é sempre muito difícil, mas também uma parte importante em todos os lugares em que você precisa se apresentar: seja nas redes sociais, perfis em streamings e press kits, por exemplo. Apesar de ser algo básico, é sempre importante reforçar: a biografia é o ponto de partida para qualquer questão. Sua bio é uma ferramenta fundamental que comunica o porquê as pessoas devem se interessar por você e pela sua música. Uma boa descrição pode ser um diferencial para deixar as pessoas intrigadas para ouvir sua música, especialmente se você ainda não for conhecido. Confira algumas dicas:

  • Anote os marcos da sua carreira, desde primeiros lançamentos até planos futuros, mas evite uma longa lista de lançamentos e acontecimentos, foque nos principais e/ou mais recentes;

  • Mencione algo que você está fazendo no momento. Mesmo se você não estiver com muitos planejamentos, é melhor dizer que “está trabalhando em um material novo e original" do que parecer que está com a carreira estagnada;

  • Divida seu texto entre dois e três parágrafos e não deixe de estilizá-lo com traços e bordões próprios, mas sempre pensados para uma leitura fluida e fácil. O primeiro parágrafo é o mais importante e deve conter as principais informações, como shows, lançamentos e feats. Deixe para se aprofundar no segundo parágrafo e, no último parágrafo, conclua com os seus trabalhos do momento;

  • Após a conclusão da sua primeira versão da bio, faça opções diversas: versão “tweet” (com apenas uma linha), versão curta de um parágrafo (150-200 palavras) e uma versão longa de três parágrafos (300-400 palavras);

  • Faça várias versões para diversos públicos: para o público nas suas redes sociais, para inscrições em festivais e para a imprensa;

  • Traduza sua biografia para inglês e espanhol, ou para a língua dos países onde sua música performa melhor;

  • Atualize sempre a sua biografia. Edite-a com base em novas realizações, lançamentos, shows e projetos. 

 

2) Invista em fotos de qualidade

Assim como a biografia, as fotos também fazem parte do “pacote de boa impressão” para seus seguidores e para os futuros fãs. Boas fotografias servem para tudo: redes sociais, atualização de artes, pôsteres, etc. Mas, antes de investir em ensaios fotográficos, vale se certificar de que alguns pontos não passem despercebidos, como:

  • Opções variadas: ter um leque de fotos é importante, por isso, pense em locações onde são viáveis fotos internas e externas, com qualidade de estúdio e fundo branco e com paisagens exuberantes que somam no cenário da foto;

  • Um bom fotógrafo entende o seu estilo e conceito e transmite para a foto exatamente o que você quer. Além disso, ele pode te direcionar e conduzir a sessão, ainda mais se você for tímido na frente das câmeras;

  • Quando a roupa veste bem e combina com você, já é meio caminho andado para uma boa fotografia. Para isso, um stylist pode te auxiliar a encontrar os looks que harmonizam com a sua personalidade, tendências e estilo musical;

  • Caso você queira investir em um maquiador, é importante que ele entenda o seu perfil para não pesar na maquiagem ou transformá-lo em algo que não tenha compatibilidade com o seu feitio;

  • Explore todos os ângulos para ter uma grande variedade de fotos: de perfil, de perto, de longe, encarando a câmera, sentado, em pé, entre outros;

  • Alta resolução do conteúdo, com envio por drive, para manter a resolução, ter fácil acesso e não perder o material;

  • Mencionar os profissionais envolvidos é sempre importante para valorizar o trabalho alheio e garantir os devidos créditos.

 

3) Crie um site próprio

Se você quer que as pessoas te encontrem e te acompanhem, é relevante ter uma página na web devidamente atualizada com portfólio, datas de turnês, lançamentos, fotos, contatos para parcerias e shows, redes sociais e plataformas digitais. Squarespace e WordPress são boas opções para a criação.

Mas, caso produzir um site seja inviável, vale optar por plataformas de social-linking, como o Link.tree. Esses sites permitem que você crie uma página com todos os links que você preferir. Não se esqueça de adicionar seu site ou social-linking na bio de todas as redes sociais, juntamente com outras informações importantes.
 

4) Explore as possibilidades das plataformas digitais

Ao manter tudo devidamente atualizado e organizado, você está dando à sua música a melhor chance de atingir um público mais amplo. Certifique-se de que a biografia e as fotos estejam atualizadas nas suas plataformas digitais por meio do Spotify para Artistas, Apple Music para Artistas, entre outros. As agregadoras e distribuidoras também podem te auxiliar nesse processo.

A atualização da foto nas plataformas quando há um novo lançamento auxilia a despertar a curiosidade dos usuários para visitar o seu perfil e descobrir o que há de novidade. Além disso, os streamings possibilitam uma gama de formas de interagir com os seus seguidores para além dos lançamentos musicais. Você pode fixar escolhas de artistas, atualizar regularmente listas de reprodução, criar playlists temáticas (como de Carnaval, Reveillon, etc), divulgar datas de turnês e shows, adicionar “Canvas” e letras nas suas músicas, entre outros. Ficar atento aos dados dos analytics das plataformas também é importante para entender quem são os seus seguidores e o comportamento deles.
 

5) Tenha todo os seus trabalhos em mãos

Como já citado no ponto 1, é importante manter arquivos acessíveis para sempre que surgir uma oportunidade, assim como um currículo e portfólio. Então, mantenha seus trabalhos mais atuais e essenciais, como fotos, release, press kit e arquivos mp3/wav, em um lugar como o Dropbox para que estejam prontos para serem enviados como um link quando for preciso.

 

6) Crie e atualize seu mailing list

O mailing list nada mais é que uma lista de endereços eletrônicos (e-mails) de pessoas que se interessam pelo seu trabalho e querem receber novidades. O formato serve para falar diretamente com o seu público e veículos de imprensa. Nas ações de pré-save, por exemplo, você pode recolher o email de quem fez o pré-salvamento e adicionar a essa lista.

 

7) Agradeça publicamente

Alguém tocou seu lançamento em um programa? Sua música foi adicionada a uma playlist? Teve destaque em um portal de notícias? Certifique-se de agradecer a eles nas redes sociais. Esse tipo de ação não passa despercebido e garante o bom relacionamento com veículos que podem enaltecer a sua música. Então, não se esqueça de sempre compartilhar, agradecer e marcar os envolvidos no trabalho.

 

8) Registre seus trabalhos

Para garantir o rendimento das suas músicas, não esqueça de se afiliar a uma associação representante do Ecad, como a UBC, e cadastrar suas músicas com ISRC correto. Na UBC, o processo pode ser feito inteiramente online. Confira mais clicando aqui.

 

LEIA MAIS: Sete dicas para um show online de sucesso

LEIA MAIS: Parlamento britânico recomenda 'reset' completo do streaming


 

 



Voltar